HUB AÉREO: INÍCIO DE OPERAÇÕES É MARCO HISTÓRICO PARA TURISMO E ECONOMIA DO CEARÁ

Fortaleza recebeu no final da tarde de quinta-feira (3) os dois primeiros voos diretos vindos de Paris, na França, e de Amsterdam, na Holanda. A chegada das aeronaves da KLM, de Amsterdam; e da Joon/Air France, vinda de Paris, na qual estava o governador Camilo Santana e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Zezinho Albuquerque, consolidaram o início das operações do centro de conexões da Air France/KLM/GOL no Aeroporto de Fortaleza. O momento representou um marco histórico para o turismo e a economia do Estado.
“Quero dar as boas vindas a toda a delegação da KLM e Air France. É um dia muito importante para Fortaleza e Ceará, um passo importante na consolidação de um centro de conexões aéreas do Nordeste a partir de Fortaleza. Viemos no voo Paris-Fortaleza. Foi rápido, confortável, tive a oportunidade de conhecer a cabine do piloto e fiquei muito emocionado, tanto que estou segurando até agora a bandeira do Ceará, que é a porta do Brasil. Quero agradecer por toda a parceria e tenho certeza que estamos consolidando um grande projeto”, disse o chefe do Executivo ao chegar no Aeroporto Internacional Pinto Martins.
Com os novos voos, o Governo do Ceará calcula um aumento no número de turistas estrangeiros entre 60 e 70 mil por ano. Ao final de dois anos, o incremento deve ser de cerca de 150 mil turistas, que é a metade do fluxo internacional atual. Já em números domésticos, o hub deve ser responsável por um aumento de 1,5 milhão de passageiros/turistas ao ano.
O presidente da Gol, Paulo Kakinoff, destaca que este é um momento para ser celebrado. “É um dia muito especial. Hoje é a efetivação de um sonho, que começou a ser embalado há dois anos, se concretizou no aspecto formal há oito meses, depois iniciaram as vendas, e agora estamos vendo a materialização do projeto. A expectativa está sendo agraciada pelo volume de pessoas que estão usufruindo deste hub a partir de hoje, que está funcionando plenamente”.
A partir dessa semana, serão três voos semanais vindos de Paris (Joon/Air France) e três vindos de Amsterdã (KLM). Até o fim deste ano, terão início cinco novas operações para a Argentina (GOL) e duas diárias para os Estados Unidos (GOL), uma para Miami e outra para Orlando. Além dos voos internacionais, a GOL passará a operar 50 voos nacionais por dia.
Fonte:Assessoriadogoverno